fbpx

Medo de falar inglês

Assim que cheguei, me sentia super insegura de sair sozinha, pegar ônibus ou pedir informações! Meu marido estava sempre comigo e ele sempre falava!

Depois de 1 mês, fiz amizade com uma indiana no Airbnb em que morávamos, ela sempre foi muito compreensiva e atenciosa! Me ajudava o tempo inteiro, comecei a sair com ela pela cidade e quando eu não conseguia me comunicar, ela me ajudava!

Um dia contei toda feliz que tinha comprado uma POOL para o verão e ela não conseguia entender. Pensei que ela estava “zoando” com a minha cara, até que perguntei ao meu marido e ele disse que a minha pronúncia estava errada e eu estava falando POO (significa cocô)! Hahaha

Depois que a Surya se mudou para Toronto (cidade distante da minha) fiquei insegura e como estávamos de quarentena, passei muito tempo em casa com o Nic, apenas falando em português!
Quando os casos acabaram na cidade começamos a sair e eu sentia uma vergonha e um medo terrível de falar! Senti que eu regredi! Foi horrível!

Não deixei isso me abalar e coloquei na cabeça que eu não conhecia aquelas pessoas e que nunca iria vê-lãs novamente, então comecei a me arriscar a falar inglês nos restaurantes e lojas, mesmo sabendo que estava falando errado!

Hoje eu consigo andar sozinha de ônibus, consigo pedir informações na rua quando me perco e fazer meu pedido para a garçonete sem a ajuda do Nic! As vezes eu pergunto sobre alguma pronúncia, mas me arrisco a falar sozinha! Só assim vamos perdendo o medo, a vergonha e vamos aprendendo cada vez mais!

Comecei em um trabalho para trabalhar no caixa de uma loja e certo dia umas meninas ficaram rindo por eu não ter entendido o que uma colega de trabalho me disse! Nesse dia eu fiquei triste, mas não me deixei abalar! Eu sei português muito bem, sei me virar no inglês e ainda entendo espanhol! Lamento por elas que só sabem uma língua! Pensem nisso quando algo semelhante acontecer!

Sejam fortes e não desistam! Estamos no mesmo barco tentando superar essa barreira! Vamos conseguir! Se quiserem saber mais um pouco sobre a minha rotina, só me seguirem no @farofademaple!

See you soon!
Raquel Gonçalves

Barrie, Ontário, Canada

Participe da discussão

  1. Milene avatar
  2. Mayara avatar
  3. Marcela avatar
  4. Raquel avatar
  5. Nathalie avatar

7 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Não é fácil aprender um novo idioma, principalmente no começo do processo, mas, como você falou, a sensação de saber se comunicar em outra língua é muito boa! Ainda mais quando moramos em outro país – eu acho muito legal quando canadenses falam comigo do meu inglês 🥰🙏🇨🇦

  1. Que relato bacana. São experiências assim que nos inspiram. Tenho o mesmo receio, mas seguirei as dicas da Raquel. 👏🏼👏🏼👏🏼

  2. Sabe uma coisa que me marcou muito, quando a gente veio fazer uma visita exploratório e nos encontramos com a supervisora do Bruno que é anglófona eu não falei UMA palavra, de pavor que eu tinha, eu tava estudando francês só e tentava me arriscar em francês, mas, inglês que eu já tinha finalizado o curso no Brasil e tudo, eu não tentava nada!
    Depois nos mudamos e eu sempre que encontrava a professora do Bruno e o marido dela que também era professor do Bruno por sinal, os dois anglófonos, ela sempre me falava pra eu não me preocupar e cobrar tanto que o inglês iria vir. Eu custava a acreditar nela porque pra mim parecia TÃO impossível e difícil, mas, a necessidade faz a ocasião, tive que enfrentar esse medo e bloqueio porque tinha uma casa pra sustentar com um estudante internacional cheio de limitações de visto o que me ajudou bastante, mas, eu ainda sinto que devo ao inglês! Devo fazer um curso, aulas particulares, me aprimorar, fazer um teste de proficiência pra ter real compreensão de qual é meu nível! Mas, graças à Deus todo dia temos oportunidades infinitas! Obrigada por compartilhar a sua dor e nos motivar nessa luta! Boa sorte!

    1. Isso é muito normal mesmo, Nath!

      Eu me sentia muito mal assim que me mudei para a Austrália, pois parecia que eu não sabia falar nada. Estudei muito e pratiquei muito até que finalmente me sinto confortável falando inglês.

      Milene

    2. Muito obrigada por compartilhar sua história Nathalie! Eu não cheguei a finalizar o curso no Brasil! Achei interessante saber que é um medo mais comum que a gente pensa! Aqui a gente precisa se desafiar todos os dias né? Boa sorte para vocês! ❤️

    3. Obrigada por compartilhar também sua experiência, Nath. Muitas vezes pensamos que só acontece conosco. Bom ouvir histórias de superação. 🥰🥰

Menu
Se você precisa se registrar na plataforma (gratuita), clique aqui.
Já é membro, clique aqui.

Vim Pro Canadá

FREE
VIEW